21 de set de 2010

Onde estão os mortos?

Onde estão os mortos?
 
Gên. 3:19: "No suor do teu rosto comerás pão, até que voltes ao solo, pois dele foste tomado. Porque tu és pó e ao pó voltarás."Ecl. 9:10: "Tudo o que a tua mão achar para fazer, faze-o com o próprio poder que tens, pois não há trabalho, nem planejamento, nem conhecimento, nem sabedoria no Seol [na "sepultura", Al, So; no"mundo dos mortos", TEV], o lugar para onde vais."

Qual é a condição dos mortos?
Ecl. 9:5: "Os viventes estão cônscios de que morrerão, os mortos, porém, não estão cônscios de absolutamente nada."Sal. 146:4: "Sai-lhe o espírito, ele volta ao seu solo; neste dia perecem deveras os seus pensamentos ["pensamentos", BMD, VB; "todos osseus desígnios", ALA; "planos", BJ, BV]."João 11:11-14: "'Lázaro, nosso amigo, foi descansar, mas eu viajo paralá para o despertar do sono.' . . . Jesus disse-lhes francamente: 'Lázaro morreu.'" (Também Salmo 13:3.)

Há alguma parte do homem que continua viva depois que o corpo morre?
Eze. 18:4: "A alma ["alma", Al, IBB, So, Tr, VB, "homem", BJ, ed.ingl., "pessoa", BMD, TEV] que pecar — ela é que morrerá."Isa. 53:12: "Esvaziou a sua alma ["alma", Al, BJ, VB; "vida", BMD,TEV; "a si mesmo", PIB, Kx, NAB] até a própria morte." (Compare com Mateus 26:38.)

Podem os mortos ajudar ou prejudicar os vivos?
Ecl. 9:6: "Seu amor, e seu ódio, e seu ciúme já pereceram, e por tempo indefinido eles não têm mais parte em nada do que se tem de fazer debaixo do sol."Isa. 26:14: "Eles estão mortos; não viverão. Impotentes na morte, não se levantarão."

Que dizer de relatos sobre a vida no além feitos por pessoas que foram reanimadas depois de terem sido dadas como mortas?
Normalmente, depois que a pessoa pára de respirar e cessam os batimentos cardíacos, demora vários minutos até que se inicie a cessação gradual da força da vida nas células do organismo. Se o corpo for submetido ao frio intenso, tal processo pode ser retardado por horas. Por esta razão, é, às vezes, possível reanimar pessoas por meio da ressuscitação cardiopulmonar. Tais pessoas sofreram o que é chamado de "morte clínica", mas as células do seu organismo ainda estavam vivas.

Muitos que foram reanimados após a "morte clínica" não se
lembram de nada. Outros contam que tiveram a sensação de estarem flutuando. Alguns afirmam ter visto coisas belas; outros ficaram horrorizados com a experiência pela qual passaram.

Existe uma explicação médica para quaisquer de tais experiências?
O editor médico de The Arizona Republic, escreveu: "Quando aexcelência física está em seu ponto mais baixo, como sob anestesia, ou como resultado de doença ou ferimento, o controle automático das funções do corpo diminui concordemente. Assim, os neuro-hormôniose as catecolaminas do sistema nervoso são liberados e lançados em quantidades não controladas. O resultado disso, entre outras manifestações, é a alucinação, racionalizada após o retorno à consciência, como tendo morrido e retornado à vida." — Edição de 28de maio de 1977, p. C-1; também a revista médica alemã Fortschritteder Medizin, N.° 41, 1979; Psychology Today, de janeiro de 1981.

Mas não é o testemunho desses que foram reanimados confirmado pelas pessoas cujos entes queridos falecidos lhes apareceram e lhes falaram?
Queira reler os textos já citados a respeito da condição dos mortos. O que nos diz a Palavra da verdade de Deus sobre a condição dos mortos?Quem é que deseja que os humanos acreditem de modo contrário?Depois de Jeová ter avisado os nossos primeiros pais de que a desobediência lhes acarretaria a morte, quem contradisse isso? "A serpente [usada por Satanás; veja Revelação 12:9] disse à mulher:'Positivamente não morrereis.'" (Gên. 3:4) Mais tarde, é óbvio que Adão e Eva morreram. Assim, quem, logicamente, foi que inventou a idéia de que uma parte espiritual do homem sobrevive à morte do corpo? Conforme já vimos, não é isto o que a Palavra de Deus diz. Alei de Deus dada ao antigo Israel condenava a prática de consultar os mortos, classificando-a como 'impura' e "detestável". (Lev. 19:31;Deut. 18:10-12; Isa. 8:19) Se simplesmente os vivos se estivessem comunicando com entes queridos falecidos, será que um Deus de amor condenaria tal prática? Por outro lado, se espíritos demoníacos estivessem fazendo-se passar pelos mortos e desencaminhando a humanidade por lhes transmitir à mente impressões que perpetuariam uma mentira, não seria amoroso da parte de Deus proteger seus servos contra tal impostura? — Efé. 6:11, 12.

15 de set de 2010

Judas traidor ?

Bem-amado de Cristo, Judas não traiu Jesus nem se suicidou, mostra romance bíblico.

De o mais infame traidor das histórias religiosas, ele foi alçado ao seu verdadeiro papel de discípulo bem-amado de Cristo. A verdade por trás da história de Judas Iscariotes gerou comoção em 2005, com a descoberta de um manuscrito em péssimo estado, no deserto egípcio, que apenas os eruditos desconfiavam existir. Os fragmentos, chamados agora de Evangelho de Judas, abalaram não só pesquisadores no mundo todo, mas fizeram o Vaticano reconsiderar o caso do homem que, por 20 séculos, foi sinônimo de traição.

Em "Judas, o Bem-Amado" (Bertrand), o ensaísta, erudito e romancista Gerald Messadié vai construindo a imagem desse personagem lendário que, de tão dedicado ao seu Mestre, foi arrastado à pior desgraça. Pois, ao contrário do que nos foi contado desde a infância, Judas não traiu Jesus em troca das tais 30 moedas, mas teria atendido a um difícil pedido do próprio Cristo: "Você é quem deve lhes revelar onde estarei, depois da ceia de Nicodemos". Judas, ainda sem fôlego, teve forças de pedir: "Mestre, peça a um outro".

Para escrever seu romance bíblico, Messadié se apoiou em evangelhos canônicos, textos bíblicos e os da exegética moderna, que é a área da teologia cristã que estuda e interpreta livros sagrados. A partir desse material, o autor revela o porquê da hostilidade ferrenha que levou o clero de Jerusalém a pedir a morte de Jesus. Os judeus adoravam o Criador que, no início, criou tudo, o bem e o mal, Jeová e Satã. Mas o Mestre pregava outra coisa: "O Criador é um deus indiferente. Não é o nosso, Somente Jeová é o Deus Bom".

No romance bíblico de Messadié, surge uma história bem diferente da versão tradicional. Além da reabilitação do nome de Judas, o Mestre teria escapado com vida dos suplícios da cruz. Judas viu o Mestre com sangue nos lábios e teve aí um sobressalto. Os cadáveres não sangram. "Ele sabia, ele sabia! Jesus não estava morto!". No túmulo, no Monte das Oliveiras, para onde foi levado, Jesus recobra os sentidos e murmura: "Então estou vivo".

"O que deveria ser, não será", disse Jesus, ao dar-se conta que tinha sobrevivido ao suplício na cruz. Na tumba, aos companheiros, Ele tenta entender: "Então, é uma outra história e não a minha". Pois, para o Cristo do livro de Messadié, se Ele não fora sacrificado conforme era previsto nas Escrituras, a cólera do Pai não tinha sido conjurada e, então, a ignorância iria durar ainda muito tempo no mundo. "O combate, então, será bem mais demorado e mais cruel".

Os diálogos, as paisagens, o clima histórico, os conflitos - a história é a mesma, a história é bem diferente. Gerald Messadié resolve contradições presentes nos Evangelhos. Onde há dúvida e lacunas, ele preenche com soluções possíveis. Assim, Judas, o bem-amado de Cristo nem teria traído nem se suicidado. O fato de ter sido encontrado enforcado em uma árvore tem outra explicação. No posfácio, o autor diz que essa nova história não altera em nada o ensinamento de Jesus, "mas sacode muitos pontos de uma tradição baseada em dogmas".

Palavras do Ovelhas de Cristo

A cada instante o mundo tenta distorcer a verdadeira Palavra e Missão de Cristo, mas jamais conseguirão. Ele veio por uma só razão, Salvar o mundo oferecendo a Verdade em suas palavras e concluindo-a com a sua morte e ressurreição.

Ele vive!

14 de set de 2010

(Dicas) - Planeta Verde

Ovelhas de Cristo lança o artigo "Planeta Verde".

"Apartir de hoje, estaremos dando dicas e sugestões de como cuidar melhor do nosso planeta. Passando informações úteis para nós e o meio ambiente."

Na nossa primeira matéria iremos abordar o assunto "Como ganhar dinheiro com a reciclagem." Boa leitura!


Como ganhar dinheiro com a reciclagem.

Hoje você pode ajudar a natureza e ainda se tornar um emprendedor no ramo da reciclagem,saiba como acesse a Cempre la tem cartilhas e apoio para você iniciar o seu negocio.

Maiores informações clique aqui.



___________________________________________________________________________________

2ª Matéria do Planeta Verde.




Não deixe uma torneira pingando

Esquecer uma torneira pingando ou adiar o conserto de um pinga-pinga são atitudes comuns. No entanto, uma torneira pingando pouco mais de uma gota por segundo, em média, pode desperdiçar em um dia 46 litros d´água. Em um ano, esse desperdício chega a 16.500 litros. Se 10.000 famílias evitassem deixar uma torneira da casa pingando, a água economizada em 1 ano poderia abastecer toda a população de São Luís, capital do Maranhão, durante 1 dia.

13 de set de 2010

Na Antiguidade, na Bíblia, os OVNIs


Na Antiguidade, na Bíblia, os OVNIs.

Dúvidas quanto à presença de ovnis na antiguidade não podem existir, pois as evidências são inúmeras e tendo um grande ponto a favor, que é o fato de na antiguidade não existir a MÍDIA que hoje em dia nos influencia desde que GANHAMOS A CONSCIÊNCIA ATÉ A MORTE, induzindo-nos quase sempre ao erro e fazendo-nos crer em tudo aquilo que alguns embusteiros gostam de criar.
Na época em que estas gravuras ou objetos foram produzidos, os seres humanos apenas representavam aquilo que viam e sabiam ser real, ao contrário de hoje em que nos induzem a ver o irreal.
Por isso, se um nosso antepassado há dois ou três mil anos desenhasse ou esculpisse um objeto voador é por que na sua vida viu, e quem sabe conviveu com esses objetos, e diga-se conviveu porque normalmente as representações que eram feitas na época eram de eventos marcantes, que ficavam na memória das pessoas e que estas pretendiam que se passasse de geração em geração essas mesmas memórias ou acontecimentos para que estes não caíssem no esquecimento.

Próximo à localidade de Frergana, no sopé dos montes Alai, no Usbiquistão, existe a estranha pintura rupestre com cerca de 2 metros (com dez mil anos de existência)


A presença de povos mais evoluídos tecnologicamente na história da humanidade foi amplamente documentada e imortalizada pelos nossos antepassados nas pinturas, mas por uma ou outra razão isso veio a acontecer e hoje ninguém tem acesso direto a esses eventos memoráveis, apenas temos acesso a fragmentos que iremos encontrando durante a nossa caminhada na vida e não os podemos ignorar, mesmo não sabendo bem o seu significado, pois se alguém deixou uma mensagem para a posteridade é porque ela é importante.


Fica aqui um tema em aberto: é o conhecimento das civilizações ancestrais. Existe uma tribo, penso que africana, não tenho certeza disto, que já há milhares de anos conhece o sistema solar Sirius que só foi descoberto pela ciência recentemente e com a ajuda dos telescópios. Como será isto possível sem intervenção exterior? Já no Egito, existem hieróglifos com 3.000 anos, no templo Abydos que foi mandado edificar por Seti I, Pai do Faraó Ramses II, há 3150 anos. Nestes hieróglifos estão representados aparelhos voadores, muito semelhantes aos nossos aviões, helicópteros e outras naves.










Povos antigos já registravam seus avistamentos. Para muitos não passam de manifestações divinas, para outros está claro que a verdade não é essa. Confira!
Gênesis 6:1,2

1- E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas.

2- Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de tidas as que escolheram.

II Reis 2: 1,11

1- Sucedeu que, quando o senhor estava para elevar a Elias num redemoinho ao céu, Elias partiu de Gigal com Eliseu.

11- E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho.

Ezequiel 1:14,15,16,17,18,19,20

14- E os seres viventes corriam, e voltavam, á semelhança de um clarão de relâmpago.

15- E vi os seres viventes; e eis que havia uma roda sobre a terra junto aos seres viventes, uma para cada um dos quatro rostos

16- O aspecto das rodas, e a obra delas, era como a cor de berilo; e as quatro tinham uma mesma semelhança; e o seu aspecto, e a sua obra, era como se estivera uma roda no meio de outra roda.

17- Andando elas, andavam pelos seus quatro lados; não se viravam quando andavam.

18- E os seus aros eram tão altos, que faziam medo; e estas quatro tinham as suas cambotas cheias de olhos ao redor.

19- E, andando os seres viventes, andavam as rodas ao lado deles; e, elevando-se os seres viventes da terra, elevam-se também as rodas.

20- Para onde o espírito queria ir, eles iam; para onde o espírito tinha de ir; e as rodas se elevavam defronte deles, porque o espírito do ser vivente estava nas rodas.
 

Veja também:

Parceiros

Curso de Violão Gospel